domingo, 11 de dezembro de 2011

AMIGO

► ♥ ◄
Amigo


Eles que são rivais também se amam.
Eles precisam do calor do outro.
Precisam do amor do outro.
Precisam do carinho, e esquecem que são rivais.

Nós humanos sentimos a mesma falta,
Sentimos até mais,
Sentimos saudades, amor
Somos carentes.


Precisamos do olhar, do toque.
Temos sentimentos.
Pensamos no outro.
  1. Precisamos do diálogo,

  2. Precisamos do xero.
  3. Precisamo do abraço
  4. Que só os amigos sabem dar
  5. E sem exigir algo em troca.

04/03/2010

► ♥ ◄
Amigo


  1. Eles que são rivais também se amam.
    Eles precisam do calor do outro.
    Precisam do amor do outro.
    Precisam do carinho, e esquecem que são rivais.

  2. Nós humanos sentimos a mesma falta,
  3. Sentimos até mais,
  4. Sentimos saudades, amor
  5. Somos carentes.

  6. Precisamos do olhar, do toque.
  7. Temos sentimentos.
  8. Pensamos no outro.
  9. Precisamos do diálogo,

  10. Precisamos do xero.
  11. Precisamo do abraço
  12. Que só os amigos sabem dar
  13. E sem exigir algo em troca.

04/03/2010

Alguns trabalhos
Amigo



Eles que são rivais também se amam.
Eles precisam do calor do outro.
Precisam do amor do outro.
Precisam do carinho, e esquecem que são rivais.

Nós humanos sentimos a mesma falta,

Sentimos até mais,
Sentimos saudades, amor
Somos carentes.


Precisamos do olhar, do toque.
Temos sentimentos.
Pensamos no outro.
Precisamos do diálogo,


Precisamos do xero.
Precisamo do abraço
Que só os amigos sabem dar
E sem exigir algo em troca.




04/03/2010

Amigo

► ♥ ◄
Amigo


  1. Eles que são rivais também se amam.
    Eles precisam do calor do outro.
    Precisam do amor do outro.
    Precisam do carinho, e esquecem que são rivais.

  2. Nós humanos sentimos a mesma falta,
  3. Sentimos até mais,
  4. Sentimos saudades, amor
  5. Somos carentes.

  6. Precisamos do olhar, do toque.
  7. Temos sentimentos.
  8. Pensamos no outro.
  9. Precisamos do diálogo,

  10. Precisamos do xero.
  11. Precisamo do abraço
  12. Que só os amigos sabem dar
  13. E sem exigir algo em troca.

04/03/2010

AMIGO

► ♥ ◄
Amigo


  1. Eles que são rivais também se amam.
    Eles precisam do calor do outro.
    Precisam do amor do outro.
    Precisam do carinho, e esquecem que são rivais.

  2. Nós humanos sentimos a mesma falta,
  3. Sentimos até mais,
  4. Sentimos saudades, amor
  5. Somos carentes.

  6. Precisamos do olhar, do toque.
  7. Temos sentimentos.
  8. Pensamos no outro.
  9. Precisamos do diálogo,

  10. Precisamos do xero.
  11. Precisamo do abraço
  12. Que só os amigos sabem dar
  13. E sem exigir algo em troca.

04/03/2010

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Cordel

Mãe Valente

Valente

Você grande valente e guerreira

Sofreu, amou, viveu e passou o amor

Teve paciência no sofrimento e dor

Alegrou filhos , netos, esposo

Ensinou a costurar com sabedoria

Sabedoria da vida e doação.


No sofrimento sorria,trazia alegria.

Era mãe valente e de tudo sabia.

Vivia a fé,esperança e dor.

Sempre com amor e oração.

Partiu para eternidade pronta.

Em dia de tempestade se despedia.


A troca do primeiro olhar foi na tempestade.

Diálogo pouco existia.

Mas os anjos uniram os, no dia

em que se preparava para nos deixar.

Diálogo e recordações foram lembrados.

Partiu para eternidade na oração


Vai pro céu alegre e feliz!

Deixou muitos amores.

No sonho pedia para não chorar,

Pois a saudade era de muitos.

E de quem ficava a saudade era de um.

De lá intercede por nós que amamos!



CORDEL



Você foi um grande valente.

Correu em pistas mais molhada

Alegrou os domingo dos brasileiros

Trouxe grandes troféu para o Brasil

Pena que o tempo foi pouco

Senna, você foi alegrar no céu.



Ayrton Senna você partiu,mas está em meu coração.

Eu choro e rezo por você que nos deu tantas alegrias.







Teus olhos negros encontraram me

Teus lábios uniu se aos meus

Na tempestade andamos de bondinho

No banco da praça sentamos

Rimos, passeamos e amos

Anos de prata passou e somos amigos!



HAICAI

texto gênero poético

HAICAI


As folhas são como a vida .
As folhas caem e temos tribulação.
Vem as novas e nós mudamos sempre.


Você chegou para brilhar.
Anos passaram e alegria nos traz.
Filho, abençoado e muito amado!

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

HAICAI

Haicai ou Hakai


Obs. Eu amei este tipo de texto. Achei e criei também alguns.

É muito bom trabalhar com aluno por ser curto.

Procure se também gostou.

27/09/2011 18:51
Texto Luciana Fleury

Educar

Foto: Rumilda Fernandes (ilustração)

Foto:

"O bom haicai se faz sem intenção, como registro, em nada que atrapalhe a percepção"


O professor de teoria literária Paulo Franchetti fala sobre esta poesia tradicional da cultura japonesa
"Haicai é a poesia da modéstia", afirma um dos maiores especialistas brasileiros sobre o tema, o professor de Teoria Literária da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Paulo Franchetti. Simples e direto, este estilo poético tem como objetivo expressar um sentimento utilizando, para isso, sensações ligadas às quatro estações do ano. E em apenas três linhas, sem rimas. É aprendizado garantindo, então, tentar criar este pequeno e preciso quebra-cabeças (tente nesta ferramenta
fazer o seu haikai).

Paulo Franchetti começou a estudar o Haicai em 1984, ao ter contato com a cultura japonesa e chinesa e interessar-se e em conhecer como funcionava a escrita nessas línguas. Além de vários artigos sobre o assunto, publicou o livro "Haikai - antologia e história" e se tornou um haicaísta, tendo lançado há dois anos uma coletânea de sua produção, chamada Oeste. Ele responde a cinco perguntas sobre esta poesia.

Para ler, clique nos itens abaixo:

1. O que é Haicai?
Haicai designa, no Brasil, um tipo de poesia japonesa, composta de três versos breves, centrados numa sensação ligada à passagem do tempo.
2. Qual a origem do Haikai?
O Haikai - a palavra também pode ser escrita com k - se originou da poesia encadeada, chamada Renga. O Renga era uma espécie de desafio elegante, no qual vários poetas compunham estrofes uma após a outra. O Haicai é o nome que recebe essa prática exercida de modo menos formal.
3. Quais as principais temáticas abordadas pelo Haicai?
Basicamente, a passagem do tempo e os efeitos dela sobre os homens, bem como o renovar eterno da natureza.
4. Qual o objetivo central desta poesia?
Haicai é a poesia da modéstia. Não há bom haicai com ostentação da técnica ou busca da originalidade. É uma poesia que busca dizer o mínimo, mostrar o mínimo e sugerir algo. O suficiente se define como "aquilo que basta para que o leitor possa sentir emoção, possa partilhar do momento em que o haicai foi escrito". O objetivo central é produzir emoção, como toda poesia.


Os textos que criei:


Ka, você chegou,nos trouxe alegria!

Trouxe muita felicidade e amor!

Te Amo! Você é um presente!



As chuvas chegaram e te conheci.

Dias felizes juntos passamos.

Hoje, só podemos nos amar com olhar!




Na tempestade se conheceram. Amor.

Anos felizes viveram juntos! Família.

Na tempestade despede se e voa para sempre. Eternidade.



Você chegou para alegrar minha vida!

Você mudou tudo,preencheu minha vida!

Trouxe felicidade, Ka, para voarmos juntos.



Folhas caem até das belas árvores.

Até a árvore mais simples floresce!

A educação com amor expande perfume no ar.



Educar para o mundo parece fácil

Quando não somos mãe.

Seja mãe! Saiba o que é amar, doar.


Teus olhos negros me fascinaram

Deram vidas e brilhos aos meus!

Mas caminhamos em direção opostas.


Olhou,tocou ,encantou.

Amou. Dançou. Viveu momento.

Anos passou. Não viveu o doar-se.





quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A moda da tatuagem

Fuja da moda e atente-se para os perigos da tatuagem

Além da dificuldade em retirar, pode provocar alergias e manchas



Evidências arqueológicas encontradas na Europa, China, Japão e norte da África evidenciam que desde os primórdios da humanidade as pessoas ornamentavam a pele com desenhos criados com pigmentos de plantas e minerais injetados com instrumentos pontiagudos de madeira e osso. A tatuagem persistiu até os dias atuais, sendo usada por pessoas de diferentes culturas como forma de expressão artística, identidade sexual, identificação com determinado grupo etc.

Muitas outras pessoas, no entanto, têm uma tatuagem somente com a finalidade de enfeitar o corpo e mostrar algo diferente naquela esperada hora de ir a uma festa, praia ou ao clube. Na grande maioria, a tatuagem é usada por adolescentes que, ainda muito inexperientes, tomam esta decisão sem pensar na carreira profissional e nas consequências estéticas durante a velhice.

Inúmeras pesquisas indicam que mais da metade das pessoas que fazem tatuagens querem removê-las posteriormente, como é o caso da analista de importação e exportação Adriana Santos. Tenho três tatuagens. Coloquei-as quando tinha aproximadamente 20 anos. Atualmente, pensaria melhor antes de colocar qualquer desenho sobre a minha pele, pois sei que para tirar é muito difícil e quando eu estiver com a pele envelhecida, as tatuagens vão perder o sentido e poderão até ficar deformadas , diz Adriana.

A grande preocupação do ponto de vista médico, contudo, é a reação da pele com a penetração da tinta da tatuagem, que pode causar alergias. Por isso, a dermatologista recomenda que antes de se fazer uma tatuagem, o cuidado básico deve ser preparar a pele com cremes despigmentantes à base de hidroquinona, isto é, ativo cuja finalidade é clarear.

O uso desses cremes vão impedir ou minimizar a ocorrência de complicações indesejáveis como a hiperpigmentação pós-inflamatória e hipopigmentação transitória, principalmente para quem tem a pele mais morena.

A hiperpigmentação pós-inflamatória é o resultado da pele aumentando a sua produção de melanina (que confere pigmentação à pele) para se proteger da alguma lesão. Essa melanina produzida em excesso pode causar até manchas. Já a hipopigmentação transitória ocorre porque uma determinada quantidade de melanina normal foi destruída no momento da aplicação da tatuagem, junto com a melanina-alvo.

Além da desorganização no ciclo de produção de melanina, a tatuagem pode causar em algumas pessoas um desconforto, que consiste em um tipo de queimação na área tatuada, que pode ser minimizada com a aplicação previa de anestésicos tópicos.

Outra questão que preocupa é o risco de várias doenças que podem ser transmitidas na ocasião da aplicação da tatuagem. Isto inclui doenças incuráveis e mortais como Aids e todas as que são transmissíveis através do sangue contaminado.

Arrependimento

Tirar a tatuagem é muitas vezes mais complicado e doloroso do que fazer. Além disso, o tratamento para retirar a tatuagem é um pouco doloroso e demorado. Muitas vezes é necessário aplicar uma anestesia local. Mesmo assim, o laser pode não ser capaz de eliminar a tatuagem totalmente e a pele nunca voltará a ser o que era antes.

A técnica mais utilizada no mundo todo atualmente para remoção de tatuagem é o uso de laser de Rubi, que, no entanto, é mais eficaz quando o pigmento é escuro, pois quando o pigamento é amarelo ou vermelho ele não é muito eficiente. Há também os métodos que compreendem a excisão, a dermoabrasão, os peellings químicos e o laser CO2.

Deve-se também ter muita cautela com tatuagens cosméticas, feitas a laser. Muitas delas contêm pigmento acastanhado, conhecido como óxido férrico. Aparentemente, o impacto do laser provoca uma reação química que transforma o óxido férrico em óxido ferroso, que tem colocaração enegrecida. Recomendo fazer um teste prévio.

Possuindo uma tatuagem óxido férrico, ela vai enegrecer inicialmente, mas com as sessões subsequentes o pigmento vai sendo destruído. Em todas as técnicas para tirar tatuagem com laser, também se aplica a maquiagem definitiva, que também é um tipo de tatuagem.

Uma opção para quem quer ter uma tatuagem e não tem a certeza de que quer tê-la por toda a vida, é a tatuagem de Henna, pois ela é temporária. A prática de marcar o corpo com henna vem de uma tradição do sul da Ásia. Os desenhos podem ser feitos nas mãos, pés e rosto, porém o tempo médio de duração de uma tatuagem de henna é de uma a duas semanas.

Dra. Mônica Carvalho é médica formada pela Escola Paulista de Medicina com especialização em dermatologia e dermatologia infantil e Dermato scopia (estudo detalhado das "pintas (nevos) do corpo

Para saber mais, acesse: www.clinicamonicacarvalho.com.br

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

UNHAS - COR E CUIDADOS

Unhas

Como já tive e tenho problema com unha eu achei ótimo compartilhar. Eu pude aprender.

Deixe as unhas fortes e bonitas sem sair de casa

Com cuidados simples você consegue obter resultados de salão



Francesinha, curta, comprida, redonda, quadrada, não importa como elas estejam. As unhas também passam por mudanças que acompanham a moda e deixam as mulheres bem preocupadas. Afinal, a mão está visível o tempo todo e é alvo certo dos olhares.

Acompanhando ou não os estilos, se estiverem mal tratadas são sinônimos de mãos feias, descuidadas e envelhecidas. A unha é o apêndice mais duro do nosso corpo, porém está susceptível às alterações das mais variadas, que comprometem diretamente sua estética. Portanto, em casa ou no salão você precisa ficar atenta, principalmente, com os utensílios utilizados. Procure não dividir alicates e lixas e, nas idas a manicure, verifique se foram esterilizadas. Dessa forma, você não corre risco de se contaminar com bactérias que podem, até, fazer com que a unha caia. Inicialmente, os cuidados devem se voltar para o corte, que nos cantos nunca deve ser profundo para não encravar.

Não se deve remover totalmente as cutículas, pois a película tem a função de proteger contra fungos e bactérias. A remoção frequente e excessiva pode levar às infecções repetidas e alterar a estrutura.

Esmaltá-las constantemente provoca o ressecamento e, como consequência, unhas quebradiças. Para prevenir, deve-se dar um intervalo - pelo menos de uma semana a cada três - no uso do esmalte e, neste período, aplicar cremes hidratantes ou óleos.

O aparecimento de linhas transversais ou longitudinais está ligado aos traumatismos constantes do dia a dia. Unhas descoladas e esbranquiçadas revelam a presença de micose causada por fungos ou ainda psoríase. Para identificar, é necessário um exame clínico e laboratorial, porém sempre há um tratamento para cada caso.

Mariana Ximenes tem o segredo das unhas fortes

O esmalte deixa as unhas mais bonitas e forma uma capa de proteção

Cabelo impecável, pele lisinha e roupas deslumbrantes são essenciais pra um visual que chama a atenção. Mas tudo isso perde o efeito se suas unhas estiverem quebradiças ou opacas, sem vida: a aparência de desleixo compromete toda a sua produção. O pior é que, nem sempre, o problema está na falta de cuidados. Além dos hábitos, a alimentação também interfere diretamente na saúde das suas unhas, conforme explica a especialista no cuidado das unhas e gerente do Centro Técnico da Risqué, Cleonice Martins. Confira as dicas e se prepare para arrasar.

Alimentação adequada
" Uma alimentação desregrada e carente de vegetais pode ser o motivo principal do enfraquecimento das unhas, tanto as das mãos como as dos pés. Se o organismo percebe a falta de proteínas, vitaminas e outros nutrientes, ele tende a direcionar esses nutrientes para órgãos essenciais e deixa de utilizá-los para a fabricação de unhas e cabelo. A principal dica é abusar das proteínas animais e do leite e derivados, pois eles são fontes ricas em cálcio - nutriente importante para a estrutura óssea e também das unhas".

Os esmaltes
Os esmaltes também estão entre os responsáveis por uma unha bonita e forte, porque formam uma capa que diminui os riscos de quebra. Adoro os vermelhos, mas o branquinho básico é meu amigo de todas as horas , afirma a Mariana Ximenes. Há fórmulas que protegem as unhas das agressões do dia-a-dia e também agem no fortalecimento. Também existem esmaltes que apresentam nutrientes mais específicos para o tratamento das unhas. Procure nos rótulos a melhor indicação para a sua necessidade ou agende uma visita no dermatologista. O médico pode receitar uma fórmula manipulada para tratar o seu problema.

A força dos esmaltes escuros
Como o lascado é mais visível num esmalte escuro, em comparação aos claros, as mulheres tendem a ser mais cuidadosas. Já a pigmentação, em si, não influência na resistência das unhas. Quando o esmalte é boa qualidade, qualquer outra cor ajuda a deixar as unhas menos ressecadas e mais protegidas do contato com produtos químicos, que acabam ressecando as unhas e deixando-as mais frágeis, diz a especialista.

Cuide bem das suas unhas
Sabe aquela mania de ficar raspando o esmalte da unha? Abandone. Ela é responsável por deixar sua unha ainda mais fraca. Quando você raspa o esmalte, em vez de retirá-lo com removedor, acaba lixando a parte de cima das unhas. A camada de queratina eliminada faz com que elas se quebrem à toa e tenham mais dificuldade para crescer. Além disso, dependendo da força que você usa para raspar, as unhas passam a crescer com defeitos, como ranhuras ou uma espécie de baixo relevo, como se o dedo já tivesse sido preso em porta , diz Cleonice Martins.

Abuse da água
Beba, pelo menos, dois litros de água diariamente. As unhas precisam de hidratação como qualquer outra parte do corpo. Elas também podem ficar ressecadas e quebradiças na falta de água, de acordo com a especialista no cuidado das unhas.

Os inimigos da unha bonita
As unhas se enfraquecem por vários motivos. Os mais comuns são problemas de metabolismo, alergia, anemia, deficiências de cálcio ou outros nutrientes essenciais. Mas existem outros problemas que oferecem risco, como explica Cleonice Martins. "Alguns fatores podem fazer com que as unhas fiquem mais fracas. Pessoas que se expõem muito ao sol, ao uso de detergentes ou outros tipos de produtos de limpeza também estão colocam as unhas em risco. Utilizar esmaltes de má qualidade também pode causar este problema. Mas a grande vilã, para quem deseja ter mãos lindas, é a péssima mania de mordê-las. Existem tratamentos dos mais diversos para evitar esta mania, como choques ou colocar produtos químicos de sabor repulsivo nas unhas. O melhor mesmo é se conscientizar do problema e eliminá-lo. Como todo tipo de mau hábito, pode ser bastante difícil abandoná-lo no começo, mas quando as unhas estiverem bonitas, fortes e perfeitas, você verá que o sacrifício valeu a pena.

Dica
Ficar com a mão na boca ajuda a enfraquecer as unhas e ainda sugere riscos para saúde. "Não é indicado colocar as unhas na boca, pois isso facilita o aparecimento de fungos o que pode ser um risco para saúde", diz a especialista no cuidado de unhas.


Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-estar

email minhavida@minhavida.com.br


segunda-feira, 6 de junho de 2011

Música -One last cry (Marina Elari)

Música -One last cry (Marina Elari)

Música da Nanda na novela -"Página da Vida" - 2006

My shattered dreams and broken heart
Are mending on the shelf I saw you holding hands
Standing close to someone else
Now I sit all alone
Wishing all my feeling was gone I gave my best to you
Nothing for me to do
But have one last cry
One last cry
Before I leave it all behind I've gotta put you out of my mind this time Stop living a lie I guess I'm down to my last cry I was here you were there Guess we never could agree
While the sun shines on you I need some love to rain on me
Still I sit all alone
Wishing all my feeling was gone
Gotta get over you Nothing for me to do
But have one last cry
One last cry
Before I leave it all behind I've gotta put you out of my mind this time Stop living a lie I know Ive gotta be strong
Cause around me life goes on and on and on and on
But have one last cry
One last cry
Before I leave it all behind I've gotta put you out of my mind for the very last time Been living a lie I guess I'm down I guess I'm down I guess I'm down To my last cry

Tradução do inglês para português

One Last Cry (Marina Elari)

Meus sonhos destruídos e coração partido
Estão se recuperando
Eu te vi,
de mãos dadas
Fechar Permanente para alguém
Agora eu me sento sozinha
Desejando que todos meus sentimentos se foi
eu dei o meu melhor para você
Nada para mim fazer
Mas tenho um último choro
One Last Cry
Antes de deixar tudo para trás, vou colocar você fora da minha mente esta vez
Deixar de
viver uma mentira
Eu acho que eu estou disposta a ultima lágrima
Eu estava aqui ,você estava lá
Acho
que nunca concordamos
Enquanto o sol brilha em você
Eu preciso de algum amor para chover em mim
Ainda estou sentada sozinha
Desejando que todos meus sentimentos desapareçam
Tenho que superar você
Nada para mim fazer
Mas tenho um último choro
One Last Cry
Antes de deixar tudo para trás, vou colocar você fora da minha mente esta vez
Deixar de
viver uma mentira
Eu
sei que Ive começou ser forte
Porque em torno de mim a vida vai sobre e sobre e sobre e sobre
Mas tenho um último choro
One Last Cry
Antes de deixar tudo para trás
Vou expulsá
-lo da minha mente por muito tempo o último vivendo uma mentira
Eu acho que eu estou pra baixo eu acho, estou triste, acho que estou para baixo a meu último grito


quarta-feira, 25 de maio de 2011

Sono,Insonia,Apnéia do sono,Ronco,

Cochilo depois do almoço favorece a memória e o coração

Bastam apenas 15 minutos para que o seu organismo se beneficie com a soneca

. Se para alguns o cochilo (aqueles poucos minutos de sono) não faz a menor diferença ou é sinônimo de preguiça, para a maioria é tão valioso que revigora o corpo e fortalece a memória.

O fato foi recentemente comprovado por pesquisadores da Universidade de Berkeley, na Califórnia (EUA), após testes feitos com 39 jovens saudáveis. Os participantes tinham que decorar cem nomes e rostos na hora do almoço. Em seguida, uma parte deles era liberado para dormir.

Às 18h, o grupo voltava e precisava decorar outros cem nomes e rostos. A conclusão do estudo foi de que os 20 jovens que tiraram uma soneca apresentaram desempenho 10% melhor na tarefa, o que apontou para um melhor funcionamento do cérebro após a soneca.

Mas será que todo o organismo se beneficia com o cochilo após a hora do almoço? O
MinhaVida conversou com os especialistas em sono, o pneumologista Denis Martinez, e o neurologista Shigueo Yonekura, do Instituto de Medicina e Sono, que mostram por que o cochilo faz bem para o corpo e para a mente

Cochilo hora do almoço

Almoço: horário nobre do cochilo
Ao contrário do que muita gente pensa, o sono que bate logo depois do almoço não é conseqüência da ação da alimentação no organismo e sim, um instinto natural do nosso organismo, que reage assim quando nossas reservas de energia caem.

"Fomos nos adaptando a correria dos tempos modernos e deixando de cochilar na hora do almoço, mas a sesta é tradicional em muitos países (principalmente nos países europeus) até hoje, por ser uma necessidade biológica do ser humano já que por volta deste horário, as reservas de ATP e glicogênio que nos dão energia sofrem uma baixa", explica Denis Martinez. "Nestes casos, o cochilo não indica nenhum tipo de distúrbio e não interfere na qualidade de sono à noite", afirma.

Mas e o papel da comida nesta história então?
Ela deixa nosso organismo um pouco mais lento já que o processo de digestão requer certo gasto energético para se concretizar, porém, este gasto é praticamente insignificante, o que explica a pouca relação da ingestão de alimentos e o sono na hora do almoço: "juntando a baixa de energia natural e biológica que sofremos na hora do almoço, com a pequena moleza típica da digestão, ficamos mais sonolentos, mas o processo digestivo interfere muito pouco na sonolência que sentimos", explica Denis Martinez.

insônia

Noites mal dormidas x cochilos constantes
Se por um lado o sono na hora do almoço é um processo natural e biológico, por outro, sua recorrência em outros períodos do dia de forma intensa, pode ser sinal de que você tem algum distúrbio do sono.

Em geral, pessoas que se sentem sonolentas ao longo do dia ou não se sentem descansadas depois da soneca, sofrem de insônia, apneia do sono ou algum distúrbio do sono, e como não conseguem repor a energia de forma suficiente durante a noite e até mesmo depois de um cochilo, continuam sonolentas.

"Quando isso acontece, o ideal é procurar um especialista e identificar o distúrbio, para manter a qualidade de seu sono e evitar o estado de soneca constante. Tem gente que acha que o cochilo atrapalha o sono à noite e na verdade não é assim que funciona. Muitas vezes, um simples e gostoso cochilo não atrapalha o sono, mas é um indício de que ele já não vai bem", explica Denis.

30 minutos depois, você já está pronto para outra!
Se já está comprovado que 15 minutos são suficientes para deixar nosso corpo em ordem, a média
de tempo que levamos para voltar ao estado normal depois do cochilo ainda é bastante discutível:

"alguns especialistas acreditam que apenas cinco minutos já são suficientes para a pessoa voltar a ativa numa boa depois do cochilo, já outros, explicam que este tempo depende da duração do cochilo. Se a pessoa cochilou mais de 20 minutos, deve demorar cerca de uma hora e meia para voltar ao normal. Acredito que uma média razoável são 30 minutos após a soneca", explica Denis.

Haja memória!
A parte do cérebro que mais trabalha ao longo do dia é exatamente a que está ligada a memória. Quando não dormimos bem, ela reflete o nosso cansaço, e é por isso, que em geral, pessoas sonolentas não conseguem focar sua atenção e muito menos se lembrar de algo.

O sono funciona para nós seres humanos como um repositor de energia. Durante a noite, enquanto dormimos, repomos nossas energias através da produção de ATP e glicogênio, que abastecem nosso organismo para o dia seguinte: "se a pessoa não dorme, se sente muito mais cansada e desatenta porque está com suas reservas de glicogênio e ATP em baixa.
Quando cochilamos por cerca de 15 a 20 minutos, conseguimos ativar este mecanismo de forma a repor parte das energias perdidas ou que não foram repostas durante a noite", explica Denis.

Memória e concentração: além do cansaço e da irritabilidade, a pessoa que sofre de insônia também apresenta dificuldades de concentração e memorização de fatos recentes.

Para Shigueo Yonekura, isso acontece porque interrompemos um processo natural de memorização e aprendizado.
"É durante o sono que gravamos o que aprendemos ao longo do dia. Se o sono falha, a memória e a concentração ficam prejudicadas", diz.

15 minutinhos que valem ouro
Se você é do tipo que acha sinal de preguiça tirar uma sonequinha na hora do almoço, preste atenção em alguns dos benefícios que ela traz a saúde:

-Fortalece a memória

-Diminui os riscos de ataques cardíacos

-Confere mais disposição e energia

- Aumenta a concentração, reduzindo acidente

Aumenta a sua produtividade no trabalho


cochilo

Consequências para a saúde de quem não dorme bem
-Obesidade: "durante a noite produzimos a leptina, um inibidor natural de apetite. Quando não dormimos, cai a produção deste hormônio e a pessoa fica mais propensa a ganhar peso", explica Shigueo.

-Envelhecimento precoce e dificuldade de crescimento: Shigueo explica que é também durante o sono que produzimos o GH, hormônio do crescimento, responsável pelo crescimento do nosso corpo e pela elasticidade da nossa pele.

-Baixa de testosterona: outra consequência da insônia, para os homens, é a baixa da produção de testosterona, diminuindo a libido. "É durante o sono que repomos muitos de nossos hormônios, se dormimos mal, deixamos de produzi-los de maneira natural", finaliza Shigueo

Dormir pouco afeta mais as mulheres do que os homens

Durante o sono, surgem alterações que aumentam riscos de problemas cardíacos

Pesquisas já comprovaram que poucas horas de sono aumentam as chances de apresentar problemas cardíacos. A novidade é que esse risco é ainda maior para as mulheres que dormem pouco. Pesquisadores do University College e da Universidade de Warwick, de Londres, concluíram que os níveis dos marcadores inflamatórios, utilizados na identificação de doenças cardiovasculares, variam entre as mulheres no período de sono - o que não acontece com os homens.

A pesquisa foi baseada em dados de 4,6 mil funcionários públicos de Londres, com idades entre 35 e 55 anos. Foi diagnosticada uma alteração na molécula interleucina-6 (IL-6), conhecida por desencadear inflamações, nas participantes que dormiam menos de sete horas por noite. As mulheres que dormiam menos de cinco horas apresentaram maiores níveis da proteína C, molécula ligada a problemas cardíacos.

No entanto, Michelle Miller, pesquisadora da Universidade de Warwick, explica que mais pesquisas são necessárias para verificar a interferência que o sono provoca nas mulheres. "As diferenças nos níveis hormonais podem ser a chave para descobrir esse processo", completa a pesquisadora.

Tratamento grátis cura distúrbios do sono

Insônia ou sonolência excessiva merecem atenção especial

Dores de cabeça pela manhã, sonolência durante o dia, insônia, bruxismo e apnéia são sintomas de distúrbios do sono que não podem passar despercebidos, pois, caso não sejam tratados, resultam em outros problemas, como perda de memória, falta de concentração e oscilações no humor.

Para diagnosticar e tratar esses distúrbios, é feito um estudo do sono. O paciente passa a noite em um quarto ou laboratório preparado para monitorar as funções cardíacas e respiratórias, bem como a movimentação dos olhos e do corpo, para que sejam avaliados os estágios do sono.

Serviço
A Universidade Nove de Julho oferece atendimento gratuito no Laboratório do Sono, com foco no diagnóstico e tratamento dos distúrbios durante o sono. Durante o período noturno, são disponibilizados dois leitos para que o paciente fique em observação.

"Além de beneficiar a comunidade, que pode ter acesso a um exame sofisticado e o diagnóstico de uma doença até então desconhecida, o estudo dos distúrbios do sono na UNINOVE é fundamental para o desenvolvimento de alunos de graduação, pós-graduação e professores que podem ter contato com pacientes tanto durante o exame, quanto no acompanhamento terapêutico, tendo assim, uma formação adequada para a qualificação profissional", explica o Prof. João Carlos Ferrarui, diretor do Mestrado em Ciências da Reabilitação.

Os interessados em participar do atendimento devem entrar em contato de segunda a sexta-feira, das 9 às 19hrs, pelo telefone 3665-9325 ou diretamente na universidade, localizada na Av. Francisco Matarazzo, 612, Água Branca, São Paulo.

Acabe com os mitos sobre o ronco

A visita ao dentista pode gerar resultados para o distúrbio

O distúrbio do sono que mais incomoda cônjuges, parceiros, filhos ou até mesmo - nos casos mais graves - vizinhos, é sem dúvida o ronco. Depois de muita reclamação, as pessoas que roncam demais buscam saída em médicos otorrinolaringologistas, quando, na maioria dos casos, a solução está na visita a um dentista. Esse desconhecimento é comum, pois a Odontologia do Sono ainda não é tão disseminada nos pacientes que sofrem de ronco. Mas este cenário já está mudando. Vamos aproveitar este espaço para desmistificar algumas crenças a respeito o ronco, e também para esclarecer algumas verdades sobre este mal.

O ronco é mais freqüente em quem dorme de barriga para cima
Não necessariamente. De barriga para cima, os músculos tendem a obstruir a garganta com maior facilidade aumentando a dificuldade da passagem do ar e as chances do ronco. Mudar de posição pode ajudar a resolver o problema nos casos mais leves. Na maioria das vezes o ronco acontece em qualquer posição. Como o ronco pode gerar consequências graves, a mudança da posição não deve ser considerada com tratamento sem a indicação de um especialista.

Roncar separa casais
Verdade. Os cônjuges sofrem com o barulho e acabam tendo insônia, passando o dia cansados, sonolentos, com todas as consequências de uma noite não dormida. Imagine isso, repetidamente, durante anos. Na maioria dos casos, os casais passam a dormir separados.

Roncar é sinal de sono profundo
Mito. É exatamente o contrário, quem ronca não dorme bem, não atinge sono profundo, não tem sono reparador, não relaxa e não descansa. Pode ainda ter apneia do sono.

Roncar pode causar disfunção erétil
Verdade. O corpo do roncador, por não descansar bem, acaba perdendo energia e causando mais cansaço. Essas condições podem levar a problemas de ereção, desde que tenha apnéia do sono.

O ronco pode causar apneia
Verdade. Roncar não é normal e é sinal de apneia do sono (falta de ar por mais de 10 segundos).

Apneia é perigoso
Verdade. A apneia fragmenta o sono e altera os níveis de oxigênio no sangue gerando conseqüências graves para a saúde e a qualidade de vida como: hipertensão e problemas cardiovasculares, cansaço e sonolência diurna, depressão, irritabilidade, diminuição da concentração e do raciocínio, diminuição da libido e impotência sexual; e ainda aumenta muito a chance de acidentes no trabalho e no trânsito.

O ronco é um distúrbio de saúde e do sono de natureza crônica e pode ser tratado com um aparelho oral.

Ronco não tem solução
Mito. O ronco é um distúrbio de saúde e do sono de natureza crônica e pode ser tratado com um aparelho oral de eficácia comprovada. O aparelho estimula a musculatura da língua, da garganta e do céu da boca, impedindo o estreitamento e fechamento da via aérea quando respiramos. Dessa forma o ronco é controlado e o indivíduo não desenvolve as conseqüências do ronco.

O ronco pode causar problemas cardio-vasculares
Verdade. Hoje sabemos que só o ronco, mesmo sem apneia, pode gerar problemas na artéria carótida por causa da vibração frequente dos músculos do canal de passagem do ar, acontecer muito perto da carótida. A carótida pode ficar calcificada e pode acontecer o acidente vascular cerebral, o derrame.

O dentista do sono é o especialista mais indicado para solucionar o ronco
Verdade. A placa ou aparelho intra-oral é um ótimo tratamento para o ronco quando bem realizado e bem acompanhado pelo especialista. O aparelho mudará o relaxamento dos músculos da garganta e manterá as vias aéreas abertas para a passagem do ar.

Como se dá o tratamento do ronco
Por incrível que possa parecer, próteses ou aparelhos nos dentes feitos especificamente para o paciente com distúrbios do sono, são métodos altamente eficazes para eliminar o problema. Primeiramente, peço um estudo detalhado que pode ser feito em Clínicas de Exame do Sono, cujo responsável é um médico do sono. Com esse diagnóstico, temos condições de saber os níveis de ronco e se existem outros distúrbios do sono presentes, como a própria apneia ou o bruxismo do sono. O aparelho oral é confeccionado de acordo com o tipo de arcada dental de cada indivíduo. Existem vários tipos de aparelhos, escolhidos após uma avaliação das condições orais e faciais que incluem um exame odontológico completo da boca, dos dentes e gengivas, dos músculos da face e da mastigação e articulação da mandíbula - a ATM. Com o aparelho, o ar vai passar por uma garganta ou via aérea mais aberta, livre da resistência provocada pelo relaxamento dos músculos aumentados nos indivíduos com ronco e apneia do sono.

Como se dá o tratamento do ronco
Por incrível que possa parecer, próteses ou aparelhos nos dentes feitos especificamente para o paciente com distúrbios do sono, são métodos altamente eficazes para eliminar o problema. Primeiramente, peço um estudo detalhado que pode ser feito em Clínicas de Exame do Sono, cujo responsável é um médico do sono. Com esse diagnóstico, temos condições de saber os níveis de ronco e se existem outros distúrbios do sono presentes, como a própria apneia ou o bruxismo do sono. O aparelho oral é confeccionado de acordo com o tipo de arcada dental de cada indivíduo. Existem vários tipos de aparelhos, escolhidos após uma avaliação das condições orais e faciais que incluem um exame odontológico completo da boca, dos dentes e gengivas, dos músculos da face e da mastigação e articulação da mandíbula - a ATM. Com o aparelho, o ar vai passar por uma garganta ou via aérea mais aberta, livre da resistência provocada pelo relaxamento dos músculos aumentados nos indivíduos com ronco e apneia do sono.

Apnéia do sono é o pesadelo de quem dorme mal

O ronco é o principal sintoma da doença, que já atinge 25% da população entre 40 e 60 anos

Ao sofrer de insônia, obviamente, a moleza aparece para denotar um sono mal concluído, mas agora o caso é mais sério, de preocupação com a saúde.

O fato deve-se à existência de uma doença que, segundo a Sociedade Brasileira do Sono, já atinge 25% da população entre 40 e 60 anos: a

Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono. A doença é caracterizada por pausas repetidas de 10 a 30 segundos na respiração de uma pessoa que está dormindo. O ronco, muito comum em quem sofre de apnéia, é interceptado por estas paradas na respiração que podem ocorrer até cinco vezes em uma hora de sono -, o que leva o indivíduo a acordar assustado e retomando o ar.

A deficiência na oclusão dental e as deformidades de posicionamento da mandíbula e maxila acarretam o estreitamento das vias aéreas. Assim, o ar, como entra com mais dificuldade, faz com que a pessoa ronque mais. Este quadro, de roncadura e má posição do esqueleto facial inferior, é um prato cheio para, quando analisado por um especialista, ser diagnosticado como apnéia do sono.

É muito importante a avaliação especializada e um correto diagnóstico, pois tais alterações maxilomandibulares somente são passíveis de correção por meio da cirurgia ortognática, que irá reposicionar os maxilares e criar uma via aérea permeável e livre , destaca o cirurgião buromaxilofacial e especialista em cirurgia ortognática Otavio Cintra.

A doença atrapalha de noite, mas pode ser sentida durante o dia também. Cefaléia matutina, cansaço, falta de atenção, baixo rendimento no trabalho, alteração de humor, fadiga, dificuldades em concentração, perda de memória e libido e sonolência excessiva são prejuízos freqüentes de uma noite mal dormida.

Este último, por sua vez, se agravado, pode incapacitar o indivíduo de participar de situações ativas como reuniões, conversas, idas ao teatro ou cinema. Isso porque a sonolência extrema faz com que a vontade de dormir não espere até chegar em casa. Além disso, a apnéia pode gerar outros malefícios à saúde, como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e depressão, dentre outros.

A doença pode aparecer por diversos motivos: obesidade, anormalidades endócrinas ou craniofaciais, como aumento do tecido mole e tecido linfóide da faringe, obstrução nasal, como hipotireoidismo e também devido ao histórico familiar.

Uma medida fácil que pode ser feita em casa em frente a um espelho é o Teste de Mallampati. Ao abrir bem a boca, tente ver a úvula (sininho). Caso não consiga visualizá-la procure um médico, pois pode ser sinal de apnéia do sono.

Definitivamente não é normal roncar e ter momentos de falta de ar durante a noite. Se notado algum sintoma é imprescindível iniciar rapidamente o tratamento e preservar a qualidade de vida , reforça Otavio Cintra.

Ronco, ouça o que esse barulho quer dizer

Em alguns momentos pode haver uma obstrução que interrompe a respiração e provocar microdespertares. Essa é a forma mais comum de apnéia, um mal que atrapalha o sono e pode elevar a pressão arterial. "A longo prazo, a apnéia pode desencadear doenças cardiovasculares", previne a neurologista Dalva Poyares, do Instituto do Sono, da Unifesp, em São Paulo.

A apnéia atinge mais homens, geralmente os de meia-idade, e obesos. A explicação é simples. Com o passar dos anos, a musculatura da garganta se torna mais flácida e assim mais propensa à vibração e à obstrução. Além disso, quando engordam, os moços ganham volume no abdômen, no tórax e no pescoço. Ou seja, na parte superior do corpo. A gordura nessa região espreme o tórax e as vias aéreas, o que compromete a respiração. Já as mulheres engordam nas pernas, nos quadris, no abdômen, na cintura e nos glúteos regiões que não comprometem tanto o sistema respiratório.

Estar acima do peso é um dos fatores de risco da apnéia, embora os magrinhos não estejam livres desse mal. De acordo com a neurologista Dalva Poyares, 20% dos pacientes que passam pelo Instituto do Sono não são obesos e cerca de 6% têm Índice de Massa Corpórea (IMC) menor que 25, ou seja, possuem peso normal. Não consegue emagrecer? Saiba que a apnéia também gera dificuldades para perder quilos, pois altera a produção da leptina e da grelina, duas substâncias que regulam o apetite.
É hora de ir ao médico?
Se você ronca muito alto, tem dores de cabeça, falta de disposição e sonolência ao longo do dia, não importa quantas horas tenha descansado, está na hora de procurar um médico. O exame de polissonografia vai mapear o comportamento do sono durante à noite.

A apnéia pode ser leve (5 a 15 paradas respiratórias por hora de sono), moderada (16 a 30) ou acentuada (31 para cima).

Nos casos mais leves costuma-se usar um aparelho bucal, que desloca a mandíbula e a língua de 5 a 7 milímetros para a frente, aumentando a distância entre a língua e a faringe. O CPAP (sigla em inglês para pressão nasal aérea positiva contínua ) é indicado para apnéias graves.

Trata-se de uma máscara colocada ao redor do nariz. Ele empurra o ar vindo de um compressor e forma uma espécie de colchão na garganta. Assim, as vias aéreas não se colam. Apesar de menos recomendado, há também o procedimento cirúrgico. É uma cirurgia cara e poucos médicos realizam no Brasil, mas obtém 90% de sucesso , explica a médica do Instituto do Sono.

Sono tranqüilo

Siga nossas dicas e descubra como é delicioso dormir silenciosamente.

1. Use uma bolinha de tênis, colocada dentro de uma meia e costurada nas costas do pijama. Ela forçará você a dormir de lado, posição mais eficaz para evitar o ronco e a apnéia.
2. Emagreça.
3. Dispense os tranqüilizantes para dormir
4. Não coma antes de se deitar.
5. Evite bebidas alcoólicas antes de dormir.
6. Não faça exercícios físicos à noite.
7. Coloque calços sob cabeceira da cama para erguê-la de 10 a 15 centímetros.


.


Não deixe de receber nossa revista eletrônica, adicione
o email

minhavida@minhavida.com.br

à sua lista de contatos.